18 de abril de 2013

No Ônibus...



E pela terceira vez no ano te encontrei no ônibus. De todas essas vezes essa foi a que eu menos me preocupei, você me olhou e deu um quase sorriso. Como eu queria que tivesse sido um sorriso inteiro, aquele que você dava toda vez que me via. Confesso que assim que te vi meu coração quase saiu pela minha boca e eu fiquei por um tempo tentando não respirar. Não queria deixar você perceber que eu estava nervosa, mas acho que meus olhos denunciaram isso.

Queria saber o que você pensou quando me viu. Todas essas vezes, depois de tanto tempo. Queria saber se você ainda lembra do que fez por mim e das vezes que foi legal e carinhoso. Como eu queria aquilo de novo. Mas tudo bem, eu entendo. O engraçado é que todas vezes que eu te encontro, no outro dia sempre que entro no ônibus te procuro, peço muito a Deus que você não esteja la dentro apesar de que no fundo do meu coração o que mais quero é te ver la.

O pior de tudo é eu não saber qual o seu destino. Fico pensando se você esta indo visitar uma daquelas que te dão mole ou então está indo fazer uma visita a algum amigo. Mas pensando bem, até que não saber na onde vai é bom, pelo menos assim fico com essa dúvida chata. Nesse caso é melhor ter essa dúvida do que ter a certeza. Já que não posso escapar de você para sempre, esses "de vez em quando" do destino é bom, pelo menos sei que está vivo e isso conforta. Até uma próxima vez, num ônibus qualquer, numa hora qualquer...
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Conversa de Closet Todos os direitos reservados
Desenvolvido por pattyrocker

Voltar
ao topo