3 de junho de 2012

Ela era a minha melhor amiga !

   
   Desde pequenas compartilhávamos tudo, tudo mesmo. Em pouco tempo ela passou de colega para amiga que passou para melhor amiga e ainda mais : irmã! Isso ai, já a conhecia tempo suficiente que considerava  como minha irmã. Passávamos o tempo todo juntas, era na escola, em casa, em todo lugar. Compartilhávamos nossos segredos, fazíamos confidencias que só nós duas sabíamos e não nos desgrudávamos. Onde ela estava eu estava e onde eu estava ela estava. Crescemos assim juntas, eu passava a maior parte do tempo na casa dela e aliás passava mais tempo lá do que na minha própria casa. Podíamos ficar o dia inteiro juntas que teríamos assunto. 
   Passamos várias aventuras juntas, viajamos para vários lugares, pagamos bons e inesquecíveis micos, choramos, rimos, cantamos, emprestávamos nossas roupas uma para a outra e era assim, uma compartilhava com a outra. Tínhamos os mesmos gostos e isso facilitava tudo. Ela era o meu mundo, meu porto seguro, sem ela eu não via sentido nessa longa estrada que se chama vida, era boa a sensação de ter alguém ali pra você e por você para quando precisasse. E vou dizer que ela era pra mim a todo momento não importava a hora. Posso dizer com muito orgulho que em todo esse tempo de amizade nunca brigamos, nunca.Acredite se quiser. 
   Tinha um medo enorme de perde-la, sabia que a vida poderia a tirar de mim então o tempo que passava com ela dizia o quanto a amava. Mas não, não falava eu te amo a todo momento e sim mostrava com atitudes. E ela fazia o mesmo. O tempo foi passando e nós crescemos ainda juntas, agora já usávamos maquiagem e roupas um pouco mais curtas, trocamos as brincadeiras de rua por computador e celular, as conversas já não eram as mesmas e os meninos começaram a aparecer nas nossas vidas. Fomos nos distanciando e isso foi acontecendo tão rápido que não pude fazer nada pra evitar e acho que ela nem tentou. Ou tentou mas fracassou assim como eu. 
   Agora cada uma está em sua escola, com novas amigas. Já não sei mais as suas manias nem suas novas gírias. Seus gostos mudaram e já não são mais como os meus. Eu me pergunto como? Como isso foi possível, eramos inseparáveis e de um tempo pra cá nos víamos quase nunca, eu já não era mais a confidente dela e ela não me contava mais seus segredos. Não sabia mais seu prato preferido nem suas dificuldades nas matérias da escola. Não tinha mais meu porto seguro. Meu medo de perde-la se tornou realidade. Eu a perdi. Agora ela tem novos amigos, um namorado e sai bastante. E isso é tudo o que sei. Acho que é isso, acabou. Agora é ela pra lá e eu pra cá. Ainda a vejo mas as conversas são mais curtas e ficamos sem assunto rapidamente. 
   É estranho ver uma pessoa que eu compartilhei os melhores dias da minha vida, meus melhores segredos e começar a conversa com um simples : oi. Eu sempre vou me lembrar dela não importa onde esteja, ela foi e sempre será uma pessoa muito especial para mim. Mas ela se foi, ela era a minha melhor amiga ... 

  (Priscilla)
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Conversa de Closet Todos os direitos reservados
Desenvolvido por pattyrocker

Voltar
ao topo